Prepare o bolso: Preços do feijão devem continuar subindo

Prepare o bolso: Preços do feijão devem continuar subindo

- em BRASIL E MUNDO
feijao
Foto: Divulgação

Com as perdas na safra brasileira a tendência é que o preço do feijão nas prateleiras do supermercado continue subindo. O preço do feijão no mercado interno ainda deve sofrer forte alta. O preço do feijão disparou e aumentou, na média do Brasil todo, 33% desde o começo do ano. Em Goiânia o quilo do grão foi encontrado neste sábado a R$ 15,99.

Desde janeiro, a saca de 60 quilos aumentou em média 260%. Em cidades como Catalão chegou a R$ 500,00 na última sexta-feira (17). Um dos preços mais baixos é o de Jataí. A saca de 60 kg foi vendida a R$ 163,00. O valor é mais alto que o de uma saca de café arábica de boa qualidade, que chega a R$ 525 em locais de importante produção, como a Zona da Mata

Leia também: Prévia da inflação é a mais alta para janeiro desde 2003

Especialistas avaliam que uma série de fatores resultou na alta do preço do grão. A área plantada na safra do início do ano foi menor do que em 2015. O produtor preferiu plantar soja e milho, que remuneram melhor. Outro motivo foi à diminuição do preço mínimo por parte do governo federal que também influenciou negativamente a cultura.

Outro erro foi que a Conab deveria ter formado estoque preventivo. O El Nino intenso causou quebra da safra nas áreas produtoras com excesso de chuva na região Sul, como no Paraná, principal produtor; e no Nordeste, com estiagem

Fonte: Diário de Goiás

Comentários com o Facebook