Polícia prende suspeito de matar e estuprar operadora de caixa após crime completar um ano

Polícia prende suspeito de matar e estuprar operadora de caixa após crime completar um ano

- em NOTÍCIAS
Talitha-Cacau-Rocha-Passos
Foto: Reprodução

Depois de mais de doze meses de investigação, a Polícia Civil do Distrito Federal conseguiu prender o suspeito de estuprar e matar Talitha Cacau Rocha Passos, de 25 anos. Diogo dos Santos Pestana foi detido nesse sábado (23) enquanto trabalhava em uma clínica médica da 910 Sul. Segundo o delegado Ricardo Viana (24ª DP), o homem já era monitorado há bastante tempo. É técnico em Eletrônica e fazia um serviço de instalação de lâmpadas na clínica. Na delegacia, confessou o crime.

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) expediu, na tarde deste domingo (24), a prisão preventiva de Diogo. Ele está preso preventivamente por ordem das Justiças de Goiás e do DF.

Em 29 de junho do ano passado, o corpo da operadora de caixa em um shopping do DF foi encontrado com sinais de enforcamento e de estupro em uma estrada de terra da DF-451, atrás de um campo de futebol, em Ceilândia. A jovem estava desaparecida há dois dias. Ela morava em Águas Lindas, no entorno do DF, e tinha dois filhos.

Leia também: Polícia prende suspeito de estuprar enteada de 4 anos em Caldas Novas

Ainda de acordo com o delegado Ricardo Viana, o suspeito alegou ter tido um relacionamento breve com a vítima. Para a polícia, a história não é verdadeira: “Ele contou que chegou a se envolver com a vítima por algum tempo e que decidiu matar a moça depois de uma discussão. No entanto, nós rastreamos o celular da vítima. Quebramos o sigilo de dados telefônicos da Talitha e não encontramos uma ligação sequer do suspeito”, afirmou Viana. O aparelho da vítima foi recolhido pelo suspeito no dia do crime e, posteriormente, repassado a um familiar. Foi esse descuido que ajudou a polícia a identificar Diogo.

suspeitoestupro
Suspeito de matar jovem em Ceilândia é apresentado em delegacia de Ceilândia (Divulgação/ Polícia Civil)

Diogo dos Santos já tinha passagem pela polícia: acumulava um mandado de prisão por crime de tentativa de estupro em Águas Lindas de Goiás. Os investigadores acreditam que o suspeito usou um meião de futebol e uma arma de brinquedo para enforcar e imobilizar as vítimas. Além do carro dele, a polícia apreendeu camisinhas, um celular, notebook e três calcinhas, que podem ser de possíveis vítimas. O material foi encontrado em Luziânia, onde o homem vive.

Fonte: Jornal de Brasília

Comentários com o Facebook