Polícia Federal e PGR afirmam que denúncia de site contra Caiado é mentirosa

Polícia Federal e PGR afirmam que denúncia de site contra Caiado é mentirosa

- em POLÍTICA
rolnado-caido
Foto: Divulgação

A Polícia Federal (PF) e a Procuradoria-Geral da República (PGR) negaram, de forma oficial, a existência de qualquer investigação envolvendo o senador Ronaldo Caiado (Democratas-GO) e um suposto esquema de lavagem de dinheiro citado em reportagem do site noticioso “Correio do Brasil”. Caiado pretende agora entrar com ação indenizatória contra os autores da matéria, além do pedido de direito de resposta.

A notícia veiculada no dia 24 de junho citava o democrata como “dono oculto de empresa que internaliza recursos remetidos por brasileiros na Austrália (sic)”. O sita afirma que o senador “está na alça de mira do procurador-geral da República, Rodrigo Janot”, e que o caso “tramita na PF, sob alto sigilo”. Em requerimento encaminhado aos dois órgãos, Caiado faz uso de jurisprudência do Supremo Tribunal Federal (STF) que assegura a obtenção de “informação acerca da inexistência de quaisquer inquéritos ou procedimentos investigatórios de qualquer natureza tendo o remetente como sujeito passivo”. Tanto PF quanto PGR, em resposta ao ofício, negaram qualquer procedimento em trâmite que mencione o senador.

“Sou um homem público e não posso deixar que qualquer difamação, por mais absurda que se apresente, fique sem resposta. Apresento aqui a resposta de ambos os órgãos e anuncio que estou entrando com ação indenizatória contra seus autores. Vivemos em uma democracia que assegura a liberdade de expressão e de imprensa, mas que também resguarda a garantia de que calúnias, difamações e ataques à honra não fiquem impunes”, afirmou Caiado.

Comentários com o Facebook